Viagem

Um crocodilo de 62 milhões de anos no Brasil

Encontrou um fóssil de uma espécie sem precedentes de crocodilo quem viveu atrás 62 milhões de anos e isso resistiu ao fenômeno que extinguiu os grandes dinossauros. Se esses erros são feitos de outra pasta!

Os batizados com o belo nome Guarinisuchus munizi, com cerca de três metros de comprimento, foi encontrado na região da Poty Mine, no estado de Pernambuco (nordeste do país).

O animal pobre foi encontrado em pedras de formação de tipos Maria Farinha e pertence ao grupo de Dyrosauridae, uma forma de crocodiloforme totalmente marinho.

Os paleontologistas explicaram que crocodiloformes dirossaurídeos (Eu sei, é difícil de ler) foram os maiores predadores do mar após a grande extinção de espécies que ocorreu 65 milhões de anos atrás. Por que os cientistas insistirão em encontrar nomes tão difíceis de ler para as espécies que habitam este planeta?

O fóssil foi apresentado por paleontólogos brasileiros no Museu Nacional de Rio de Janeiro, juntamente com uma réplica do crânio e uma reconstrução em tamanho real do animal. O que os cariocas não tinham com a 'mudança' que têm no Rio com a epidemia de dengue!

A descoberta deste fóssil ajudou os cientistas a estabelecer uma nova rota de expansão deste tipo de animais de origem africana, América. De acordo com essa nova teoria, as espécies teriam chegado aos Estados Unidos após uma viagem marítima de 2000 quilômetros, distância que separava a costa africana do que é hoje o nordeste do Brasil.

Quase nada! a barriga de natação que os animais grudavam. Embora depois de ter estado em Brasil Eu entendo o sacrifício que eles realizaram; O que for preciso para algumas caipirinhas e um pouco de samba!